20 – KEVALA KÚMBHAKA
Retenção do alento. (retenção pura)
Pátañjali escreveu sobre este exercício no Yoga Sútra, datando mais de 2300 anos
ele é citado também numa obra recente que tem apenas 900 anos o GherandaSamhita. No estado de samádhi, kevala é automaticamente desencadeado, por isso
acredita-se que o treinamento do kevala pode levar ao estado mais avançado do
Yoga, o samádhi. Kevala é a busca pela retenção perfeita sem esforço, em um
momento especifico de pleno equilíbrio quando a respiração cessa, sem inspiração
(púraka) ou expiração (rechaka). Esse estado pode ser desencadeado quase
espontaneamente em momentos de stress, exaustão e concentração intensa. Com
certeza você já deve ter passado por uma situação que exigiu alguns instantes de
kevala. Sabe aquele momento que seu time preferido precisa marcar o ponto e o
tempo está quase esgotando? Ou então alguém de quem você gosta muito está
passando por uma situação perigosa ou ate mesmo quando jogando golfe nos
momentos que antecedem a tacada. O que você naturalmente faz? Você segura a
respiração. Lembra-se do que acontece nesse estado? Seu nível de atenção dobra e
não perde nenhum detalhe o tempo parece parar por breves instantes a sensação
de que o mundo sumiu, a dor (se houver alguma) desaparece.
Posição: Sushumnásana, siddhásana, padmásana.
Mudrá: Jñana, mukula, atman.
Execução:
a) Respire normalmente e em qualquer ponto da respiração, isto é, sem ter
inspirado ou expirado previamente com a intenção de fazer uma retenção, pare de
respirar;
b) Não escolha o momento deixe que ele surja naturalmente e fique o máximo de
tempo possível, sem exagero e progressivamente;
c) Em seguida respire naturalmente.
Tempo: A partir de 20 minutos de execução.
Efeitos: A baixa quantidade de oxigênio diminui a atividade dos hemisférios
cerebrais reduzindo a irrigação sangüínea nessa região e aquietando as ondas
mentais, esse artifício provocará sono, diminuirá a sua freqüência cardíaca e
amortecerá a sua fisiologia em geral desencadeando um efeito catabolizante sobre
o consumo de energia corporal. O principal objetivo desse procedimento é a
meditação facilitando o controle sobre os vrittis. Amplia a força de vontade,
fortalece o sistema nervoso, ativa o plexo solar produzindo calor.
É contra
indicada para pessoas com problemas cardíacos ou de hipertensão.
Chakra:
Manipura, múládhára.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s