Receita de pão germinado.(Essênio)

O preparo desse alimento, em si, altera a sua relação com a comida.

Para a receita são necessários poucos ingredientes, mas (acredite)algumas virtudes.

1/3 do cuidado que você tem com as coisas que você mais ama e a mesma quantidade de desapego, paciência a gosto.

Você vai precisar também dos elementos da natureza.(água, ar e sol)

Ingredientes mesmo, é só Trigo germinado (personagem principal dessa novela), Sal, Azeite e ervas(se quiser), ah e você vai precisar de uma vasinha, um processador (ou liquidificador) e uma peneira.

*Na internet encontrei receitas misturando outros grãos, como linhaça e gergelim eu ainda não testei.

-Germinação do trigo

*A quantidade de trigo depende muito do tamanho da sua vasilha.

1º Passo (ativação do grão) ; coloque o trigo em uma vasilha com água e deixe por 8 horas imerso na água. (o conselho é colocar a noite e tirar no outro dia de manhã)

2º Passo (fecundação); com a peneira escorra toda a água da vasilha e deixe por 26 a 36 horas, lavando de 8 em 8 horas pelo menos. Mantenha o trigo em uma vasilha que bloquei a incidência de luz (ou um pano por cima da vasilha) ou em um ambiente que bloqueiem a incidência de luz, tentando reproduzir o ambiente escuro do subsolo. Quanto mais escuro mais rápido o trigo germinará. *o tamanho ideal do broto é de 2 a 3 centímetros. Se demorar mais que o tempo necessário os brotos atingiram uma coloração esverdeada, o sabor se tornará adocicado.

3º Passo (preparo da massa); quando o trigo estiver atingido a germinação desejada, pode colocar sal nele. 1 colher de chá de sal para cada 100 gramas de trigo.

O sal além de temperar, impede que o trigo germine ainda mais, caso você não tenha tempo de preparar ele no momento da germinação ideal.

Antes de bater verifique se ele está seco, se não estiver vale a pena secar com uma toalha.

-Bata o trigo até que você não veja mais nenhum grão inteiro e a massa esteja razoavelmente homogênea. Utilizando um processador você pode bater o trigo puro, já em um liquidificador( que é mais estreito) eu aconselho acrescentar o azeite logo no inicio.

-Espalhe a massa em uma superfície lisa(e higienizada) e amasse.

Eu os fiz em discos, pois nesse formato eles ficam prontos mais rápidos.

Pincele azeite, manteiga ou qualquer outro tipo de gordura.

4º Passo (assar)os cozinheiros mais ortodoxos, assam o pão no sol, nesse processo os pães devem ficar pelo menos 5 horas assando no sol. *você pode usar uma assadeira e um tecido-filó para proteger os pães, ou uma ferramenta que permita a incidência solar e o contato com o ar.

Utilizando o sol como forno, seu alimento vai ter um caráter mais revitalizante ainda, lembrando que o sol é o primeiro doador na cadeia alimentar, sendo a fonte de energia mais limpa que conhecemos.

Mas claro, você também pode fazer no forno. Depois de esperar tanto tempo, é natural que você não esteja com paciência para esperar mais cinco horas, ainda mais se for fazer pela 1ª vez.

Depois do forno pré-aquecido em 120 graus, deixe os pães de 15 a 20 minutos no forno, depois de 10 minutos vire o lado dos pães.

Seus pães estão prontos, utilize pastas ou geleias.

Observe ao longo do dia como esse alimento lhe satisfaz de uma forma bem peculiar, você está mais inteiro em suas ações. Esse alimento além de tudo é um poderoso 41286239_2193737710901405_47359745379532800_n.jpg

 

 

 

RAJAS PRÁNÁYÁMA 1/6

 RAJAS PRÁNÁYÁMA
Respiração dinâmica. (ativo, dinâmico)
Não confundir com rája (sem o “s”) pránáyáma. Existem diversos tipos de rajas pránáyáma,
você poderá fazer sentado, deitado e até de pé, alias esse é um dos mais ricos
estilos de respiração de Yoga.
Rajas significa movimento, é usado principalmente
para alunos iniciantes que desejam aumentar a capacidade pulmonar e também no
fortalecimento da musculatura que é requisitada durante a respiração.
Promove
uma oxigenação perfeita e desperta a consciência do corpo e da respiração,
fortalece o sistema nervoso e aumenta a sensação de segurança interior.


Variação N. 1
a) Inspire elevando os braços lateralmente até acima da cabeça;
b) Expire lentamente, baixando os braços simultânea e lateralmente sincronizando
o movimento dos braços com a expiração. Esse é um dos mais simples exercícios
de respiração, mas por traz desta inocente aparência ele desenvolve, aos poucos,
músculos que quase não são usados no cotidiano de uma pessoa normal. Quando
você ergue os braços lateralmente até acima da cabeça, ocorre que no meio do
movimento o distanciamento dos braços com relação ao tronco aumenta a tensão
na caixa torácica fazendo o diafragma trabalhar mais para executar a mesma
tarefa, continuando o movimento dos braços as clavículas se movimentam para
cima fazendo as escápulas girarem e as costelas se comprimem pelo alongamento
fazendo o diâmetro do tórax ficar menor (basta lembrar que quando você quer
vestir algo apertado quanto mais você alonga os braços para cima melhor desce o
vestido), esse movimento comprime os pulmões aumentando a pressão torácica
fazendo os músculos respiratórios trabalharem ainda mais. Esse desgaste extra da
musculatura é pequeno, mas se você continuar executando, aos poucos ele vai se
tornando mais e mais exigente até que você terá que parar de fazê-lo por puro
cansaço.


Variação N. 2
a) Inspire elevando os braços lateralmente até acima da cabeça;
b) Expire forte e rápido, baixando os braços simultânea e lateralmente
sincronizando o movimento dos braços com a expiração.


Variação N. 3
a) Inspire elevando os braços lateralmente até acima da cabeça ao mesmo tempo
em que a cabeça tomba para trás;
b) Permaneça pelo menos 10 segundos retendo o ar nos pulmões;
c) Expire controladamente, baixando os braços simultânea e lateralmente
sincronizando o movimento dos braços com a expiração. Ele é igual ao anterior só
que cansa muito mais rápido.


Variação N. 4
a) Eleve os braços lenta e lateralmente até acima da cabeça;
b) Ao mesmo tempo em que os braços se movimentam, execute a bhastrika um
tipo de respiração acelerada descrita mais abaixo;
c) Retenha o ar nos pulmões uma pequena fração de segundo;
d) Expire controladamente (não execute mais bhastrika), baixando os braços,
simultânea e lateralmente, sincronizando esse movimento com a expiração.

Vajrasana

VAJRASANA6

VAJRASANA – POSTURA DO DIAMANTE

#DESAFIO #30DIASDEYOGA #EUTAMBEMFAÇO

Tradução: vajra = raio, diamante, duro, impenetrável, adamantino

Asana = Postura; Postura do diamante

INFORMAÇÕES:

Vajrasana tem as pernas configurando ‘chaves’, o sangue se concentra da cintura para cima (região pélvica). Circulação do prana em condições mais proveitosas à concentração. Postura de ação e energia. Estabilidade física perfeita, induzindo à harmonização interior. Posição em que a coluna assume, sem esforço, seu alinhamento mais natural e os pulmões ficam livres para exercícios respiratórios profundos.

BENEFÍCIOS:

  • Postura de motivação, estimulação, para melhorar o ânimo
  • Bom para a digestão e acidez se praticado após as refeições
  • Fortalece os músculos pélvicos e previne hérnias de disco
  • Indicada para os que possuem dificuldade em conservar a coluna ereta
  • Aumenta a flexibilidade dos joelhos e extensão dos pés
  • Melhora a circulação na coluna, alonga os músculos das coxas
  • Ajuda as mulheres no parto, se feita com consistência durante a gravidez
  • Boa postura para se praticar meditação e pranayama
  • Equilibra os Chakras Muladhara, Swadisthana e Manipura

 

REALIZAÇÃO DA POSTURA:

  1. Sente-se sobre os joelhos, com os dedos grandes do pé juntos e calcanhares separados.
  2. Sente-se sobre os calcanhares e se possível, mantenha os joelhos juntos e costas retas.
  3. As mãos ficam sobre os joelhos ou no mudra que preferir.
  4. Feche os olhos e relaxe. Respire profunda e pausadamente.
  5. Permaneça o tempo que for confortável, especialmente após a alimentação, para estimular as funções digestivas.

Observações: Você só ficará confortável na postura se tiver um bom alongamento na região dos tornozelos. Se tem problemas nos joelhos e tornozelos, tente forrar o seu assento e respeite sempre o seu limite.

Repita a postura sempre respirando lentamente, com ênfase nas expirações, transferindo o peso do corpo, aos poucos, das coxas para os calcanhares.

Trikonasana

TRIKONASANA TODAS

TRIKONASANA

Tradução: Trikona = Triângulo Asana = postura;

Postura do Triângulo

#DESAFIO #30DIASDEYOGA #EUTAMBEMFAÇO #DIA5 #TRIKONASANA
BENEFÍCIOS:
• Alonga e fortalece as coxas, joelhos e tornozelos
• Alonga os quadris, virilhas, isquiotibiais e panturrilhas; ombros, peito e coluna
• Estimula os órgãos abdominais
• Ajuda a aliviar o estresse
• Melhora a digestão
• Abre o peito para melhorar a respiração
• Melhora a sensação de equilíbrio
• Ajuda a aliviar os sintomas da menopausa
• Alivia a dor nas costas, especialmente na gravidez
• Terapêutica para a ansiedade, pés chatos, infertilidade, dor de garganta, osteoporose e dor ciática

REALIZAÇÃO DA POSTURA:
1. Posicione-se em Tadasana. Expirando, afaste seus pés uns 90 centímetros um do outro. Erga seus braços paralelamente ao solo e incline-se para um dos lados mantendo os ombros alinhados e as palmas das mãos viradas para baixo.
2. Gire a parte interna de seu pé esquerdo ligeiramente para a direita. Gire seu pé direito para fora de forma que o alinhamento dos dois pés forme um ângulo de 90º.
3. Expire e vire seu tronco para a direita girando o quadril (e não a cintura). Faça esse movimento pressionando o calcanhar no chão para não perder o equilíbrio. Tente encostar a palma da mão direita no solo, atrás da perna.
4. O rosto deve ficar voltado para cima, olhando o dedo médio da mão (Figura A)
5. Gire o tronco para frente, encaixando o quadril. O rosto vira para frente (Figura B)
6. Dobre o joelho esquerdo e o braço esquerdo, apoiando o antebraço na perna esquerda (Figura C)
7. Agora desça o braço direito, girando o tronco e levantando o braço esquerdo (Figura D)
8. Fique nessa postura de 30 a 60 segundos. Repita o movimento para o outro lado.
OBSERVAÇÃO: Se não conseguir realizar a postura tocando o chão, pode tocar o pé, ou o tornozelo, ou a panturrilha. O importante é manter a integridade da coluna vertebral de modo a não a sobrecarregar.
Tente realizar as 4 posturas!